sábado, setembro 14, 2013

Ator pernambucano Zé Ramos ordena-se padre e passa a ser Irmão Pedro

 Na última sexta-feira (13), dia dedicado  a São Crisóstomo, aquele que concluídos seus estudos de cultura geral, de retórica e de filosofia, de forma brilhante, renunciou a uma carreira que estava se tornando promissora, para receber as ordens menores, o diácono José Ramos da Silva, ordenou-se padre nos átrios da igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, em Limoeiro-PE. Neste sábado (14), ele  celebra a sua primeira Missa na mesma paróquia. Depois de ordenado, Zé Ramos, passou a ser chamado Irmão Pedro.
 Com uma longa trajetória nos palcos, na televisão e no cinema, Zé Ramos, 60 anos, começou a repensar a vida. “Tive uma crise dos 40 anos. Comecei a indagar qual era minha função no mundo. Vivia bem, mas me faltava algo. Havia um vazio.”, lembra. E como diz o ditado, depois de algumas tentativas, o bom filho retornou à casa. Há 15 anos Zé retomou os trabalhos cristãos, como ele mesmo diz, resgatou uma vida que foi partida. Seu último trabalho foi no palco do teatro Hermilo Borba Filho, com o espetáculo O Auto do Salão do Automóvel, uma adaptação do texto de Osman Lins, dirigido por Kléber Lourenço. Já na televisão, sua última  aparição foi na novela Avenida Brasil (Globo) como Oséas, primo da personagem Monalisa, vivida por Heloísa Périssé. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário